Ramsés ordena que os magos transformem o sangue em água limpa

No capítulo de sexta-feira, dia 4 de setembro, da novela Os Dez Mandamentos, os hebreus também ficam bastante tristes e impressionados ao verem a água que estava limpa também ser transformada em sangue. Datã e Abirão exigem uma atitude de Moisés que diz que não recebeu mais nenhum chamado de Deus. Ramsés comemora o feito dos magos.

Agora ele exige que os magos transformem a água de sangue dos egípcios em água limpa e eles ficam bastante temerosos. Com muita sede Amenhotep desmaia. Abigail e Zelofeade dão a notícia para Bak que fica bastante triste.

Ramsés Os Dez Mandamentos

Ramsés quer que os magos transformem a água com sangue em água limpa, mas eles não obtém sucesso

Ramsés se irrita com os magos por eles ainda não terem transformado a água de sangue em água limpa. Os magos pedem calma ao rei e saem do Palácio. Paser cuida de Amenhotep que está desmaiado. Nefertari e Ramsés ficam preocupados com seu filho. Nadabe diz a Corá que ele vai pagar muito caro por ter feito tudo o que fez com Safira. Joquebede conta a história de Safira para Moisés e ele promete que irá ajuda-la. Safira, chorando bastante, começa a se sentir culpada pelo que aconteceu com Karen. Bezalel pensa em contar para Bak que ele é filho de Meketre. Nefertari acredita que Moisés é o grande responsável pelo filho estar debilitado pela falta de água. Moisés conversa com Oséias e pede para ele chamar Datã para encontra-lo na casa de Corá.

Joquebede conversa com Safira e diz para ela não ter medo de se encontrar novamente com Datã, Bina e Corá. Sem água, Simut começa a beber bastante vinho e Paser fica bastante nervoso. Karoma também fica preocupada com o filho que desmaia devido a sede. Leila conversa com Yuri e Henutmire e diz que eles poderiam ir até a vila para conseguir ir beber água limpa. Bina e Corá ficam com bastante surpresos ao verem Moisés e Arão em sua casa. Logo em seguida chega Oséias com Datã e Joquebede com Safira. Apuki, Ana e Judite também começam a sofrer pela falta de água. Safira conta o que aconteceu entre ela e Corá e ele tenta se desvencilhar das acusações.


Joquebede pede para Bina ser sincera na frente de todos. Datã acaba descobrindo que Safira não teve culpa de nada e ameaça acabar com a vida de Corá. Leila vai até a vila e desmaia deixando o seu filho Bezalel bastante preocupado. Miriã fica bastante surpresa com a presença de Hur e Henutmire em busca de água. Moisés pede para Datã manter a calma, mas ele diz que Corá deve ser castigado. Safira diz que na casa de Senet ela nunca se deitou com nenhum homem e nem mesmo com Corá. Datã tenta ficar calmo e pede perdão a sua esposa por ter a condenado.

Moisés concorda com Datã e diz que Corá deve mesmo ser punido. Datã decide mandar Corá embora de casa. Safira diz que Bina e os filhos podem ficar. Safira e Datã dão um abraço emocionado. Corá está disposto a se vingar de Moisés. Bezalel diz que Leila deveria se mudar para vila, mas ela se recusa a ficar longe de Uri. Moisés fica feliz ao ver sua mãe egípcia, mas ao mesmo tempo se preocupa com a falta de água no palácio. Bezalel vai falar Meketre e diz que Karen morreu. Hur critica o filho Uri pelo fato de preferir ficar com sede do que ir buscar água na vila dos hebreus. Corá ajuda Yunet, que desmaia. Moisés vai mais uma vez falar com Ramsés e diz que eles estão sofrendo com a falta de água pelo fato dele não autorizar os hebreus irem até o deserto.

Ramsés começa a passar mal e Moisés acaba ajudando. O faraó fica muito nervoso e acaba mandando   Moisés embora. Meketre conversa com Bezalel e diz que tem muita desconfiança sobre ser realmente o pai de Bak. No momento em que conversam são interrompidos por Taís. Ela não parece muito bem e diz que os filhos estão passando mal. Taís desmaia. Abigail quer cuidar de Bak, mas ele se recusa a comer. Abigail conversa com o marido e diz que eles precisam contar toda a verdade para o menino.

Paser começa a rezar para que os deuses egípcios ajudem o seu povo. Datã pede perdão a Safira, mas ela se recusa perdoá-lo. Corá oferece ajuda a Yunet. Joquebede conversa com Miriã e diz que ela deveria dar o perdão a Hur. Oséias, Arão e Calebe se mostram com bastante fé em Deus. Zelofeade salva a família de Meketre. Um dos servos da rainha também passa mal enquanto estava a abanando. Nefertari pede para tirar o servo de perto dela não se mostra nem um pouco piedosa com o que aconteceu com ele. Datã não deixa Abirão morar junto com ele. Bak também salva a vida da gata Mekal. Hori chama Bak para brincar em sua casa. Meketre conversa com o filho e fica bastante sem jeito de lidar com a situação.

Bak começa a esboçar uma reação deixando Zelofeade e Abigail bem felizes. Leila tem cada vez mais certeza que Moisés seja mesmo o libertador dos Hebreus. Neste momento Moisés chega e fala a todos como foi o seu encontro com Ramsés. Depois de quatro dias, a reserva de água dos hebreus também começa a acabar deixando Arão bastante preocupado. Enquanto isso, os egípcios continuam sofrendo bastante com a falta de água. No palácio, mais mulheres desmaiam por causa da sede. Karoma e Ikeni vão falar com Paser e Simut para que eles salvem a vida de Pepy. Bakenmut também passa mal. Gahiji conversa com Chibale e pede para o filho ser forte. Simut também não resiste e desmaia de fraqueza.


Os magos vão conversar com Ramsés e dizem que ele deveria dar a liberdade para os hebreus irem até o deserto, mas orgulhoso, Ramsés não dá ouvidos a eles. Meketre e Taís também estão sofrendo bastante com a falta d’água. Apuki e Jairo começam a vomitar enquanto que Ana não resiste e desmaia. Judite começa a ficar apavorada com tudo que está acontecendo. Safira chora e dá um abraço em Datã. Uri começa a pensar que irá morrer. Moisés então pede a Deus para que Ele limpe toda a água do Nilo novamente. Os hebreus ficaram bastante felizes e comemoram o fato da água dos Hebreus ter ficado límpida novamente. Os egípcios também matam a sede no palácio. Ramsés agradece os dois magos por eles limparem as águas.

Paser fica bastante surpreso com o poder dos dois magos. Bakenmut vai falar com Ramsés e diz que o faraó precisa sair com ele. O oficial revela que Moisés está novamente no palácio. Paser diz que Ramsés deveria receber Moisés. Apuki não gosta quando ouve Ana falando do Deus dos Hebreus. Oséias conversa com Nadabe e diz que ele deveria continuar tendo fé. Arão diz a todos que os egípcios estão só no começo de todo sofrimento que está por vir. Karoma tem medo que o Deus Hebreu mande mais pragas para o povo egípcio. Uri bebe água e começa a melhorar. Paser diz a Nefertari que muitas outras coisas ainda podem vir a acontecer. Gahiji fica preocupado ao saber que Moisés está novamente no palácio. Corá e Yunet tentam de alguma forma descobrir aonde Moisés conseguiu tirar todo o seu poder. Ramsés novamente recusa o pedido de Moisés e dessa vez o líder dos hebreus diz que uma coisa muito pior ainda está por vir.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *